">

Orientações para coleta

Orientações

Orientações \ Orientações para coleta

A coleta de amostras que serão analisadas é parte fundamental e de muita importância no processo de qualquer análise. Ela será decisiva para a exatidão e veracidade do resultado.

COLETA DE ALIMENTOS

Coleta de alimentos vendidos já embalados:

  • Enviar o produto em sua embalagem original. 
  • Se o peso unitário do produto não atingir 200 g, coletar quantas unidades forem necessárias para se obter a quantidade requerida, sendo que todas as análises devem ser do mesmo lote, data de fabricação, etc.

 

Coleta de matéria-prima, produtos a granel e produtos em pedaços grandes: 

  • Lavar as mãos e antebraços com água e sabão e fazer assepsia com álcool 70% antes do início da coleta.
  • Não falar, tossir ou espirrar durante a coleta. 
  • Limpar a superfície externa da embalagem do produto com algodão umedecido com álcool 70%. 
  • Abrir a embalagem de maneira a garantir que eventuais contaminações presentes na sua superfície externa não contaminem o produto. 
  • Utilizando um utensílio previamente flambado (faca, garfo, colher, pinça, bisturi), retirar uma quantidade mínima de 200 g de diversas partes do produto e acondicionar em recipiente limpo (preferencialmente estéril), cuidando para não tocar na parte interna desse recipiente. 
  • No caso de produto a granel, deve-se homogeneizar e coletar o produto em sua profundidade, colocando-o em recipiente limpo (preferencialmente estéril). 
  • Quantidade mínima para análise: 200 g

 

COLETA DE ÁGUA PARA ANÁLISES MICROBIOLÓGICAS

  • Lavar as mãos e antebraços com água e sabão e fazer assepsia com álcool 70% antes do início da coleta.
  • Não falar, tossir ou espirrar durante a coleta.
  • Coletar a amostra em frasco estéril, fornecido pelo laboratório.
  • A parte interna do frasco, assim como o a tampa, não devem ser tocados com a mão ou ficar expostos ao pó, fumaça ou outras impurezas.
  • Armazenar em caixas isotérmicas contendo sacos com gelo.
  • Quantidade mínima para análise: 500 mL.
  • Tempo máximo entre a coleta e a chegada da amostra no laboratório: 24 horas.

 

COLETA DE ÁGUA PARA ANÁLISES FÍSICO-QUÍMICAS

  • Coletar a amostra em frascos limpos.
  • Lavar as mãos ou usar luvas.
  • A parte interna dos frascos e do material de coleta, assim como as tampas, não devem ser tocados com a mão ou ficar expostos ao pó, fumaça e outras impurezas (gasolina, óleo e fumaça de exaustão de veículos podem ser grandes fontes de contaminação de amostras). Cinzas e fumaça de cigarro podem contaminar fortemente as amostras com metais pesados e fosfatos, entre outras substâncias. Não fumar durante a coleta.
  • Enxaguar o frasco com a amostra a ser coletada antes do envase final.
  • Quantidade para análise: 1 a 2 litros.
  • Tempo máximo entre a coleta e a chegada da amostra no laboratório: depende do ensaio solicitado, entre em contato conosco.

 

TRANSPORTE

Depois de colhidas, as amostras deverão ser transportadas nas seguintes temperaturas:

  • Produtos não perecíveis: temperatura ambiente
  • Produtos resfriados: 1°C a 8°C, preferencialmente, sendo aceitável até 12 °C
  • Produtos com cristais de gelo: -1°C a 0°C
  • Produtos congelados: -18°C a -2°C

Para produtos resfriados e congelados, armazenar em caixas isotérmicas contendo sacos com gelo. Não usar gelo solto. O tempo decorrido entre a colheita e a chegada ao laboratório deve ser o menor possível. Sugere-se que alimentos resfriados sejam entregues no laboratório em até 24 h.